sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Oficina Asas do Conhecimento voando longe

Prof. Wecsley Oliveira
"Eu sou importante para Deus da mesma maneira que são as borboletas"
frase do aluno no trabalho de arte
A Oficina "Asas do Conhecimento" foi além das minhas expectativas. As asas do conhecimento alçaram vôos que foram além das dependências das Fises. Minhas alunas Kátia Cilene, Luzemilca e Diana gostaram tanto do resultado que resolveram aplicar com seus alunos.

Logo que a exposição foi constituída pude observar os olhares contemplativos das pessoas que passavam e paravam para ler as mensagens que foram escritas. Para minha surpresa, uma semana depois do material exposto, ele ainda estava lá, intacto, e olhe que durante o dia no prédio funciona uma escola para crianças.

Mas certamente a melhor surpresa dessa oficina está sendo o rompimento das barreiras da instituição. Kátia Cilene aplicou lindamente os procedimentos de composição dos móbiles com seus alunos e me emocionou ao afirmar que um dos alunos, portador de necessidades especiais, participou efetivamente de todos os procedimentos e no final foi aplaudido de pé pelos colegas. Nossa, só de imaginar a satisfação desse menino sendo aplaudido fico emocionado. "Eu sou importante para Deus da mesma maneira que são as borboletas" afirmou o aluno especial na mensagem que eles escreveram no móbile.

Sempre tive e tenho muitas dúvidas em minha vida, a única certeza além da morte é o meu amor pelas artes, sejam elas visuais, sonoras, sensoriais... e ver essa arte tão presente em mim e construída a muitas mãos, motivando e valorizando a autoestima de outras pessoas de alguma forma, também me faz sentir bem...

Ainda não tenho os registros de Luzemilca e Diana, mas as fotos feitas por Kátia Cilene são de encher o coração de orgulho e amor.















A danada não aquietou quando chegou em casa e preparou outro móbile com o sobrinho.







terça-feira, 1 de setembro de 2015

Asas do Conhecimento - Oficina de Arte-educação

Prof. Wecsley Oliveira


O conhecimento é energia e deve circular fluentemente, como o ar entre as asas levando o ser à caminhos de transformação e aprendizado. Nessa semana, nas aulas de Fundamentos Teóricos-Metodológicos da Arte-educação, nas Fise, promovi a oficina “Asas do Conhecimento”.

A oficina iniciou com uma conversa informal sobre a empatia e como essa qualidade pessoal pode ser um diferencial no processo de ensino aprendizagem. Em seguida, foi exibido o vídeo “Primeiro Voo”. “Quando paramos para perceber as pequenas coisas da vida e usamos nossa imaginação, podemos voar mesmo sem asas... esse pequeno curta metragem produzido em 2006 pela Dreamworks, conta a história de um passarinho que quer aprender a voar e no caminho reensina um homem a sorrir. Nota 10! Dirigido por: Cameron Hood and Kyle Jefferson”.

No segundo momento os alunos puseram a mão na massa produzindo móbiles. Eles coloriram livremente borboletas, símbolos da transformação. Montaram os móbiles e compuseram uma mensagem. Arrumaram tudo colando todas as partes do móbile e adornando com miçangas. Por último, expuseram no pátio da faculdade, deixando que a energia continue fluindo, chegando a outras pessoas que não participaram da oficina.

Infelizmente, o tempo foi insuficiente para concluir a oficina, por isso, na próxima aula concluiremos o trabalho com uma avaliação dos participantes. Estou ansioso para saber das impressões e principalmente do aprendizado que essa movimentação de energia promoveu.

Confiram as fotos desse momento inspirador.






















       


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...